Pastor da Igreja Universal

 

Eu sou obreiro de uma sede Regional, de uma igreja grande aqui em São Paulo, onde trabalho e freqüento durante a semana, e, aos fins de semana, viajo para o interior com a minha família, para uma chácara que temos em uma cidade muito pequena, que tem uma IURD onde freqüentamos todos os domingos.

A igreja é muito simples, onde o ar-condicionado é substituído pelo bom e velho ventilador da marca “Ventisilva”, os bancos almofadados brancos de catedral (como dizem os obreiros), são substituídos pelo bons (ou ruins) e velhos bancos de madeira (ou de pau), onde damos graças a Deus quando o pastor pede para que fiquemos de pé (bem diferente das catedrais e sedes regionais onde dá vontade de dormir nas pregações, aos domingos pela manhã, nos bancos confortáveis).

Nessa igreja, há o pastor titular e o auxiliar, apenas dois pastores para atender à demanda espiritual de uma cidade inteira, bem diferente da minha sede regional, que possui sete pastores…

Nesses dias, em uma viagem entre a capital e o interior de São Paulo, a esposa do pastor sofreu um grave acidente e foi parar na UTI. A igreja ficou chocada, todos imaginaram que, no dia seguinte, o pastor auxiliar iria realizar a reunião, e, para nossa surpresa, lá estava o pastor titular, pregando com uma fé incrível, como se nada tivesse acontecido, nem o seu semblante estava entristecido, muito pelo contrário, estava abençoando a vida do povo que o Senhor Jesus confiou em suas mãos.

O pastor auxiliar da minha igreja, quando se casou, me ligou pedindo ajuda na mudança, a única coisa que ele e a sua esposa tinham, eram uma caixa de talheres e pratos, e uma mala de roupa, inclusive, fui eu que dei o botijão de gás para o pastor.

Outra vez, o pastor regional da minha igreja me chamou para ajudar na mudança, a única coisa que transportamos  dos pertences desse pastor, foram as malas de roupas….só isso…carro e casa ficaram… e o pastor foi embora.

Pastor da Igreja Universal é assim: não tem carro, não tem dinheiro, não tem folga, não tem casa, não tem, simplesmente, nada! Apenas a roupa do corpo e a sua esposa…

Pastor da Igreja Universal não tem nem o direito de chorar uma eventual morte de um ente querido…pastor da Igreja Universal não tem direito de descansar, de se divertir, de ter entretenimento, de juntar bens. Isso, porque a vida do pastor não é dele , mas pertence ao altar, pertence ao povo, pertence ao Senhor Jesus.

Muitos meninos de quinze, dezesseis, dezoito anos, quando veem o pastor regional da sua igreja, ou o Bispo da sua catedral andando num carrão, mandando e desmandando…logo pensam: ”Quero ser pastor”….muitos entraram na obra com essa visão…com a visão de ser servido…com a visão de dar ordens…com a visão de ser chefe  de alguém…mas, ao entrar na obra e se depararem com uma realidade bem diferente, e, em muitas vezes, até de fome…esses mesmos meninos ligam para a casa da mamãe pedindo para voltar…ou então vão para a ‘Igreja Mundial’ para ter carro e igreja grande.

O único direito do pastor da Igreja Universal é de servir e de abençoar as vidas alheias, é de salvar almas do inferno, é de curar e libertar, o único direito do pastor da Igreja Universal é o galardão que o aguarda na Nova Jerusalém.

Muitos podem pensar que os pastores estão perdendo, pelo contrário…estão ganhando… hoje eu, no átrio, desfruto de tudo o que Deus me emprestou:  carros, casas e empresas, porém, tenho consciência que os meus pastores, que não possuem nada disso, tem um privilégio muito maior que o meu…que é estar em cima do altar. Isso é melhor e muito mais precioso do que ter todo esse mundo aos seus pés, é  mais precioso do que ter todo o dinheiro desse mundo nas suas mãos.

 

Que o Senhor Jesus abençoe a todos.

Obr. Carlos Alberto

Cristão da Universal

Pin It

One thought on “Pastor da Igreja Universal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>